terça-feira, 1 de junho de 2010

Afastamento da Palavra de Deus.

Os nossos grandes problemas denominacionais são consequência do afastamento da Palavra de Deus.

A relativização de hoje, segue a contextualização de ontem por causa da má interpretação de outrora.

Deus fala, determinando e exortando. O homem traz essa ordem para a sua atualidade, e satanás aproveita isso para relativizar, dizendo que não é bem assim!

Como não se percebe de imediato o estrago feito, porque ele demora algum tempo para acontecer, aqueles que se envolvem nessa atitude lamentável, não o percebem.

Aquilo que não for orientação Bíblica vai de encontro a vontade de Deus e o risco assumido é imenso, trazendo consequências trágicas.

Vejam por exemplo o tempo que levamos para perceber o imenso equívoco quanto a educação de filhos apresentada por sociólogos incrédulos, quando relativizaram a orientação Bíblica por causa da contextualização, diante de pensamentos modernos de educação.

Além desse exemplo, há outros, que talvez os nossos irmãos não estejam percebendo. Mas precisamos fazê-los perceber. Afinal, o abandono à Palavra de Deus só pode trazer estragos.

Não se pode, em nome da modernidade, abrir-se mão da Bíblia, porque é através da Bíblia que Deus conduz aqueles que se dispõem no Serviço conforme o Seu Propósito.

A denominação Batista tem menosprezado a Bíblia através de algumas Igrejas participantes que insistem em agir conforme lhes pareça melhor.

Percebemos que nenhuma atitude é tomada através da CBB quanto a isso. Com essa atitude desleixada da CBB a corrupção tem encontrado as portas abertas e contaminado as outras Igrejas também. Essa atitude medrosa não adianta de nada porque ao longo do tempo essas Igrejas sairão da CBB. Mas sairão deixando um estrago imenso naquelas que permanecerem.

A preocupação da CBB em manter uma quantidade grande de Igrejas filiadas está desfigurando os Batistas brasileiros e estamos perdendo a nossa identidade. Muitos já estão dizendo que não duraremos mais muito tempo.

Sabemos que uma Igreja é autônoma e que a CBB serve as Igrejas. Mas a CBB se esquece que o servir as Igrejas, todas elas sem distinção, significa servir aquelas Igrejas que se mantém fiel a Bíblia de onde tiramos a nossa doutrina.

Não se pode, em nome de uma falsa expectativa de crescimento ou manuntenção de quantidade de Igrejas filiadas, permitir-se que sejam impostas a todas as Igrejas os desvios doutrinários que tomamos conhecimento, e que por ser uma praga, vai se alastrando a cada dia, prejudicando uma denominação que tem tudo para ser aquela que aponte a melhor prática do que temos nas Escrituras.

Até parece que não existe na CBB a possibilidade de que aqueles que estejam interpretando a Bíblia de maneira diferente tenham a oportunidade de sair.

Da mesma maneira que um membro é desligado de uma Igreja quando interpreta a Bíblia de maneira diferente, insistindo em contrariar o que temos considerado como melhor interpretação, a associação e convenção a qual uma Igreja está ligada, pode retirar essa Igreja se, após exortação perceber a insistência na permanência do desvio Bíblico doutrinário.

Considero que falte essa atitude, porque se estivesse sendo tomada, por certo muitas Igrejas pensariam melhor antes de se enveredarem pelos caminhos distantes da Palavra de Deus conforme o próprio Deus orienta.

E como um abismo chama outros abismos, temos percebido desvios não somente nas Igrejas mas nas instituições em geral da CBB, com desmandos e prejuízos imensos a denominação como o mais recente acontecido no STBSB.

Já escrevi há algum tempo sobre a eficiência da JMN e do problema sério que teremos com os frutos colhidos através da ação veloz e intensa de semeadura que temos tido notícia. E o nosso problema é que corremos um risco enorme de não termos onde colocar o que se colher, por causa dos "celeiros" despreparados para essa colheita, não nos permitindo que essa eficiência sejam também seguida de eficácia.

Os missionários espalhados pelo nosso país estão semeando muito. Mas não se está preparando os "celeiros" para que estejam prontos. E é Bíblica a orientação de que seja uma boa atitude a de se preparar celeiros em condições de receber a colheita. De outra maneira, o que for colhido poderá estragar-se com os fungos da heresia ou estragar-se ao ser colocado junto com outros frutos deteriorados.

Talvez seja a hora de se fazer uma pesquisa com todas as Igrejas Batistas lhes perguntando sobre a eficiência e eficácia da CBB, permitindo assim que a CBB perceba qual seja a vontade das Igrejas as quais serve.

Já não é a primeira nem segunda vez que escrevo, e parece que estou completamente equivocado quanto as minhas percepções e que nada disso que escrevi seja assim. Gostaria muito que fosse equívoco da minha parte e que a nossa denominação esteja no melhor caminho e que as Igrejas filiadas estejam vivendo conforme orienta a Bíblia, a Palavra de Deus.

Quando percebemos que a liderança está deteriorada, não se importando com a denominação, procurando apenas o bem de si mesmos e dos seus mais ligados diretamente, concluimos que os membros correm risco de não se importarem também. Mais cedo ou tarde acabaremos todos tomando ciência desse desleixo com a denominação, Igreja e Palavra de Deus.

Deus nos abençoe e use!

Dc. Henri - membro da OBBH.
Felicidade é estar no centro da vontade de Deus!!!

Endereço do meu Blog: http://henripib.blogspot.com/
Orkut: http://www.orkut.com.br/Main#Profile.aspx?uid=4370180094065783857

3 comentários:

Henri disse...

Pelo q entendi vc relaciona problemas da CBB com o afastamento da Palavra de Deus, pois igrejas tem sido arroladas de forma desorganizada. E isso causa efeito direto nos novos convertidos q são orientados fora da doutrina batista correta. Entendi certo???

Primeiro acho muito legal da sua parte se preocupar com problemas da nossa convenção. Eu tbm procuro estar sempre informada, gostaria de participar mais de assembléias estaduais e anuais, mas na prática nem sempre dá.

Tivemos essa semana uma assembléia aqui no estado (ES) e graças a Deus o meu pastor participa e traz notícias para os membros do q aconteceu por lá. Mas nem todos os pastores são assim.

Bom...mas voltando ao assunto. Sou da seguinte opinião. Não creio q a modernidade traga prejuízos as igrejas batistas. O problema do nosso desvio doutrinário vem dos próprios pastores q são formados nos seminários (hj são muitos). Acho q nem todos os seminaristas são realmente vocacionados. Muitos apenas se formam em teologia, infelizmente. Não temos mais as MR, ER, MCA, JCA, GAM, alíais nós temos sim, mas não com a mesma força q tinhamos anos atrás. E isso traz um prejuíso muito grande, pois essas organizações missionárias ensinam muito sobre doutrinas batistas.

E como não temos essas organizações os novos membros acabam não aprendendo direito certas coisas. Se a igreja tem uma classe de novos convertidos e o pastor tem essa preocupação de ensinar doutrina bíblica e batista pra esse canditado ao batismo, então tudo bem. Mas nem sempre é assim. Muitas vezes a pessoa vai pra classe de novos crentes e batiza rapidinho sem aprender muita coisa.

Concordo com vc com relação a problemas denominacionais. Tem muita coisa errada q acontece e a convenção "coloca panos quentes" e o assunto passa sem a pessoa saber direito o q esta votando. Eu até acho q antes da pessoa se inscrever em uma assembléia de convenção, deveria ser enviado pras igrejas os assuntos q serão tratados, para q os convencionais possam ir sabendo um pouco mais e não ficar sabendo do assunto na hora. Aí entra o papel do pastor. As vezes a igreja nem fica sabendo q tem assembleía da convenção, e as vezes nem sabe o q é convenção batista, pq os pastores não passam essas informações.

Mas é bem verdade que tem muita coisa q poderia ser resolvida, mas os líderes da convenção nem sempre o fazem. E o povo batista, por sua vez, não pressiona.

Darlene.

Anônimo disse...

IRMÃO HENRI,

A PALAVRA DE DEUS É INFALÍVEL, CO SENHOR DEIXOU ESCRITO EM SUA PALAVRA II PED.2:3 E por avareza farão de vós negócio com palavras fingidas; sobre os quais já de largo tempo não será tardia a sentença, e a sua perdição não dormita.
CBB, ASSOCIAÇÕES BATISTAS E EM TODAS AS INSTITUIÇÕES ECLESIÁSTICAS A APOSTASIA, O ENGANO JÁ ESTA INSTALADO, MEU MARIDO QUE É PASTOR BATISTA RESOLVEU "ALERTAR" SOBRE A LEVIANA BIBLIA "NVI" E FALAR SOBRE os CORINHOS MEDIOCRES QUE SÃO USADOS PRA MEXER COM AS EMOÇÕES HUMANAS E NÃO COM A RAZÃO PASSOU A SER "odiado". ALELUIA, TODAS AS COISAS COOPERAM PARA O BEM DAQUELES QUE AMAM A DEUS! QUERO DIZER UMA COISA TEMOS QUE "SAIR DESSAS INSTITUIÇÕES" E FALAR DO SENHOR JESUS CRISTO AS PESSOAS, POIS DENOMINAÇÃO NÃO SALVA, QUEM SALVA É O SENHOR JESUS CRISTO.
ENQUANTO As "IGREJAs BATISTAs" ESTIVER ADMITINDO PASTORES, PROFESSORES E DIACONOS QUE FAZEM PARTE DE SOCIEDADES SECRETAS ELA JAMAIS IRÁ SERVIR A DEUS VERDADEIRAMENTE, POIS O SENHOR JESUS CRISTO DEIXOU CLARO QUE NÃO PODEREMOS SERVIR A DOIS SENHORES, POIS UM DELES SERÁ PREJUDICADO.

Então temos que servir ao Senhor Jesus Cristo e não denominações.

Henri disse...

Existe alguns que estão se unindo para atuar diante disso que a irmã nos diz.
Procure na busca por OBBH e nos encontrará.
Henri.