terça-feira, 26 de fevereiro de 2013

Criaturas X Filhos de Deus.


Há muitas criaturas atuando nas Igrejas. Mas para participar de uma Igreja ou da liderança de uma Igreja é preciso transformação de criatura em filho de Deus.


O triste disso tudo é perceber gente que insiste dizer que é Batista, que por consequência significa alguém que tem a Bíblia como regra de fé e prática, e essa gente, insistente na mentira, ter influência nas vidas daqueles que são liderados e enganados por eles, dando-lhes crédito. 

Esse tipo de gente usa da Bíblia com tanta astúcia e sutileza quanto satanás usou quando tentava Jesus Cristo.

Gente tentando demonstrar uma vida cristã, mas que ao primeiro embate da vida, diante de circunstâncias adversas, demonstra a cruel realidade da falta da vida transformada de criatura em filho de Deus. 

Por isso, gente assim, odeia aqueles que foram transformados em filhos de Deus. Algo semelhante ao que satanás mais intentou fazer, oferecendo ao Filho de Deus as "maravilhas" que lemos narradas na Bíblia para que Jesus Cristo se deixasse seduzir pelas ofertas "tentadoras" e o servisse. 

O amor as coisas desse mundo os deixa presos à vida de criatura, impossibilitando a transformação em filho de Deus.

Essas criaturas trazem para a vida cristã a prática de negociata e politicagem. Desconhecem a possibilidade da ação divina e usam as táticas mundanas, portanto diabólicas, para se relacionarem com aqueles que os consideram cristãos.

Como não poderia deixar de ser, é impossível que tal comunhão entre criatura e os filhos de Deus aconteça e o conflito sempre ocorrerá.

Diante da atitude de humildade nas vidas dos filhos de Deus, as criaturas acabam assumindo a liderança e, por serem criaturas que normalmente ambicionam o poder, acabam dominando, o que é uma atitude própria de criatura. 

É preciso confrontar constantemente a vida dessas criaturas para que não tenham proeminência a tal ponto que não se consiga mais retirar delas o poder, poder que usam para fustigar os filhos de Deus.

Seria semelhante ao curral onde misturados estejam os bodes e as ovelhas. Os bodes usam das "ferramentas" que têm e por isso, diante da aparente fragilidade das ovelhas, usam seus dotes, cifres e coices, para obter proeminência diante das ovelhas. 

É preciso ser muito desligado, para não dizer outra coisa, para achar que satanás deixará que os filhos de Deus estejam vivendo tranquilamente, empenhando-se para o crescimento do Reino de Deus.

Quem em sã consciência deixaria as ovelhas juntas com os bodes, sabendo que as ovelhas não conseguiriam alimentar-se corretamente por causa da ação dos bodes?

Enquanto percebermos as sombras dos desejos carnais no ambiente da Igreja teremos de nos posicionar de maneira Bíblica, permitindo que o poder de Deus seja manifestado em nossas vidas.

Permitir que as criaturas estejam convivendo conosco sem qualquer confrontação diante da Palavra de Deus é ser inconsequente.

E essa inconsequência demonstra uma falta de compromisso com Deus, o que me leva concluir que aquele que assim resolve viver, não seja filho de Deus.

Afinal, não é normal que um filho não se importe com os negócios do Pai, negócios que irá herdar, deixando-o sob comando e domínio daqueles que nada têm com a sua família.

E chamo a atenção para o fato de que não devemos nos deixar impressionar pelas promessas que as criaturas fazem de imenso crescimento de uma igreja.

O que há de verdade nisso não é o que um filho realmente almeja, pois o crescimento que faz bem a uma criatura não é o mesmo objetivo de um filho.

O filho de Deus observa aquilo que agrada a Deus e busca viver dessa forma.

A criatura busca aquilo que a agrada e quando se envolve com o crescimento da igreja, o seu anseio é perceber mais e mais pessoas participando com o projeto que ambicionou.

Sugiro, como forma de se evitar a proliferação de criatura no seio da Igreja, que o Evangelho seja pregado constantemente, apontando sempre para o Pecado, a Justiça e o Juízo de Deus nas vidas das criaturas, permitindo que confrontem o seu modo de viver com a Verdade que a Palavra de Deus nos oferece.

Precisamos incentivar conversas sobre a Sã Doutrina entre os membros das igrejas.

Enquanto houver facilidade para as criaturas permanecerem atuantes no ambiente da igreja, participando tranquilamente, haverá criaturas sentindo-se filhos.

A única forma de ser transformado em filho de Deus é sendo nova criatura. E somente o Evangelho pode realizar essa transformação!

Deus nos abençoe e use!
Henri- Membro da ABACLASS.

Um comentário:

Fruto do Espírito disse...

A Paz de Cristo Jesus,

Sábias são as suas palavras.
O Corpo de Cristo carece de membros que sejam espiritualmente maduros. Todos nós começamos no Novo Nascimento como bebês espirituais em Cristo, mas Deus não planejou que nós continuássemos desse modo. O desejo de Deus para nós é que cresçamos para a maturidade cristã.
O Corpo de Cristo precisa ser fortalecido em seu crescimento para isso necessário é encher-nos do Espírito Santo.

Que o Senhor Jesus continue te usando, como instrumento para edificação do Corpo de Cristo.

Deixo o convite para visitar e também seguir o meu humilde espaço.
http://frutodoespirito9.blogspot.com/

Em Cristo,

***Lucy***

P.S. Conheci um blog com muita variedade em seu conteúdo.
Vale a pena conferir e acessar:
http://discipulodecrsito7.blogspot.com/