segunda-feira, 25 de agosto de 2014

SENDO EXTRA BÍBLICO É EXTRA IGREJA!

A Bíblia diz:
"Porque o marido é a cabeça da mulher, como também Cristo é a cabeça da igreja, sendo ele próprio o salvador do corpo. Efésios 5:23"

Se numa casa a mulher é a autoridade diante do marido, trata-se de uma mulher macho. Se tiver o apelido de "pastora" e for casada, seja com um homem fêmea ou mesmo uma mulher (isso já existe) será uma pastora macho!

E a igreja que deu essa autoridade a essa mulher é a responsável por isso!

Assim, Satanás vai conseguindo fazer o que tanto deseja e ainda com a ajuda das igrejas, provocando o desequilíbrio no lar por causa da troca de função entre o homem e a mulher.

"E disse Adão: Esta é agora osso dos meus ossos, e carne da minha carne; esta será chamada mulher, porquanto do homem foi tomada.
Gênesis 2:23"

Quando o texto diz que Adão chamou a sua companheiro de "mulher" o que temos no hebraico é "Ezer", ajudadora. E uma ajudadora idônea! Não foi uma qualquer. Deus a fez e a levou diante de Adão.

E a "Ezer" vivia muito bem, ajudando o seu marido Adão. Ela não tinha qualquer dificuldade em sua função antes do Pecado.

E isso seguiu até que pecaram...

Então, Ezer, ao invés de ajudar Adão e cooperarem entre si, passaram a acusar-se e por culpa um no outro e na serpente. E tiveram vergonha um do outro, porque estavam nus...

Daí em diante, Adão muda o nome da sua companheira para Eva!

"¶ E chamou Adão o nome de sua mulher Eva; Gênesis 3:20"

E Eva luta consigo mesma por causa da imensa dificuldade que tem em se submeter ao seu marido, conforme lhe foi dito: "e o teu desejo será para o teu marido, e ele te dominará. Gênesis 3:16"

O desejo da mulher foi o de ter "entendimento", sagacidade!

"E viu a mulher que aquela árvore ... e árvore desejável para dar entendimento; Gênesis 3:6"

Daí, então, o desejo de ser o cabeça da casa tem consumido todas as filhas de Eva! Não mais houve a facilidade de ajudar o marido...

E esse desejo, a sagacidade, tem atrapalhado muito na convivência entre o casal. E chega ao ponto de tornar impossível manter o relacionamento, dizendo que é "incompatibilidade de gênio"...

É claro que o pecado de Adão promove nos seus filhos, todos os homens um mesmo desvio de conduta. Sendo o cabeça do lar teria de prover subsistência e segurança para a mulher...

E não cumprindo o seu papel de manter o lar, a mulher que já tem uma luta consigo pelo desejo de resolver, cede a sua sagacidade e acaba se impondo e indo à luta.

Como se não fosse bastante a complicação, a igreja má orientada Biblicamente, acaba piorando tudo, oferecendo a uma mulher o ministério pastoral, o que, Biblicamente, é função do homem!


"Convém, pois, que o bispo seja irrepreensível, marido de uma mulher, 1 Timóteo 3:2"

Assim, sendo a mulher colocada na função do pastor, com a autoridade dada pela igreja de forma equivocada e sem qualquer base Bíblica, essa igreja promove esse erro, porque a autoridade pastoral é para todos os lugares onde esse pastor estiver.

Percebam que, por isso, a ordem Bíblica é a de que o pastor governe bem a sua casa.

"Que governe bem a sua própria casa, 1 Timóteo 3:4"

Quando a igreja dá autoridade pastoral a uma mulher ela passa a ter autoridade de governar em sua casa. Se for casada o seu marido será um homem ajudador e não cabeça do lar.

Percebam as implicações de uma prática incoerente das igrejas que abandonam a Única Regra de Prática, a Bíblia.

Muitas igrejas estão abandonando a Bíblia como Regra de Prática, porque estão observando outras formas que lhes parece melhor para agir. Falta orientação Bíblica para essas igrejas...

O povo hebreu agiu assim também quando olhou e percebeu que os outros povos tinham um rei e eles não tinham. Então, reclamaram com o Juiz Samuel que os liderava naquela época e pediram um rei!

As igrejas estão abandonando o que Deus providenciou e, olhando para o mundo ao redor, observando como praticam, resolvem adotar as mesmas práticas que o mundo usa.

Por isso que, mesmo não havendo qualquer base Bíblica para um ministério pastoral de uma mulher, observando que no mundo muitas mulheres comandam as empresas, essas igrejas consideram que não há nada demais copiarem o que dá certo no mundo...

Mas se esquecem de que as empresas não dão autoridade para a mulher em todos os lugares onde estiverem! Não dão autoridade para as mulheres no lar! Uma diretora executiva de uma empresa em casa é uma esposa e não tem autoridade sobre o marido. Uma juíza em casa é esposa e não exerce autoridade de uma juíza diante do marido! Uma delegada em casa é uma esposa e não exerce autoridade de delegada diante do marido!

Mas a esposa que tiver recebido a autoridade da igreja, exercerá essa autoridade também no lar, sendo autoridade sobre o marido e tendo de governar a casa!

Mas isso é contra o Princípio Bíblico e provoca problemas!


"Convém, pois, que o bispo seja irrepreensível, marido de uma mulher,
1 Timóteo 3:2"
"Que governe bem a sua própria casa, tendo seus filhos em sujeição, com toda a modéstia"
1 Timóteo 3:4

E é por isso que não há qualquer base Bíblica nisso, nesse tal ministério pastoral da mulher, porque confronta o próprio Ensino Bíblico!

Assim, como não há base Bíblica, o argumento dos anti Bíblicos que apoiam isso é extra Bíblico!

E, sendo extra Bíblico, é extra igreja!

E se é extra igreja, não se aplica às igrejas que pretendem seguir as orientações Bíblicas e ter Jesus Cristo como Cabeça!

Por isso, da próxima vez que vir uma mulher sendo chamada de "pastora" saiba que a igreja que lhe concedeu autoridade, perdeu a autoridade ao se rebelar contra o Cabeça da Igreja, Jesus Cristo!

"Porque o marido é a cabeça da mulher, como também Cristo é a cabeça da igreja, sendo ele próprio o salvador do corpo. Efésios 5:23"

Deus nos abençoe e use!
Henri - esposo de Sandra - 30 anos.

3 comentários:

Simey Costa Lima disse...

Parabéns, irmão Henri. Seu argumento bíblico coloca os defensores do ministério feminino ordenado em retração, encolhidos. Não sei como essas igrejas que ordenam mulheres ao ministério pastoral tem a coragem em dizer que tem a Bíblia como única fonte de conduta e fé e prática.Mais uma vez, louvado seja Deus por tê-lo usado como canal de bênção e luz.
Abraço, Pr. Simey

Henri Rodrigues da Silva. disse...

Agradeço, pastor Simey, pelo comentário!
Que seja mais um texto, servindo para avaliarmos essa tendência anti Bíblica adotada por algumas igrejas, mal orientadas pelas suas lideranças...

Deus nos abençoe e use!
Henri - esposo de Sandra - 30 anos.

mario souza disse...

Quero parabenizar voce Henry pelas suas considerações sobre o evagelho! As quais tem sido de grande valia para mim , tenho visto o quanto Deus e nosso senhor Jesus Cristo tem usado voce para nos tirar certas dúvidas... que muita das vezes pode até nos desviarem do caminho que leva ao nosso Deus, verdadeiro DEUS.

Que a paz de Deus e do nosso senhor jesus Cristo te abençoe!